sexta-feira, 5 de abril de 2013

Museu dos Esportes

Fotografia é uma coisa maravilhosa. Guarda os grandes acontecimentos de nossas vidas.

MUSEU DOS ESPORTES


Visão de duas salas do Museu dos Esportes em 2018.


Três craques amigos visitando o Museu dos Esportes.
Deda. Zé Julio. Tadeu e Nadinho.


                                  Antes da inauguração do Hall da Fama Lauthenay Perdigão,
                                       Carlos Alberto Torres e Brito, tri campeões do mundo.
                               visitaram o Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa (Dida).


Em época de Copas do Mundo sempre foi assim.
Crianças de Escolas visitavam o Museu para conhecer um pouco da
história da nossa seleção.


Dos arquivos do Museu dos Esportes.
Bola da conquista do titulo de tetracampeonato alagoano conquistado
pelo Centro Sportivo


Foto emn tamanho Original do maior craque da história do
ASA de Arapiraca.


O Saudoso Geraldo Mota, treinador do nosso voleibol, foi homenageado
no Cantinho da Saudade. Ele aparece ao lado do nosso apresentador,
Antônio Correia.



1994 - Depois da Copa do Mundo nos Estados Unidos
Zagalo fez uma visita ao Museu dos Esportes.


Zagalo e o Governador Geraldo Bulhões na inauguração do
Museu dos Esportes em 1993.



Na realização do Cantinho da Saudade em homenagem aos tetra campeões do CSA nos anos
1965.1966.1967 e 1968.
Na primeira fila vemos: Zé Cláudio. Paranhos. Zé Gaelgo. Canhoteiro e Tadeu.


Camisa do craque do Flamengo Junior quando esteve em Maceió em 1967.


2016 - Visita da Escola Menino Jesus da Chã de Bebedouro.


A sala central do Museu dos Esportes.
Existe uma frase que merece ser observada.


A Academia Maceioense de Letras se reuniu no Museu dos Esportes.


Um visão de duas salas o atual Museu dos Esportes
Edvaldo Alves de Santa Rosa.


2008 - Campeonato mirim das comunidades carentes de Maceió. 
Um evento promovido pelo Museu dos Esportes com o apoio do Prefeito Cícero Almeida.
Na foto, no Museu dos Esportes, garotos que disputariam o campeonato passam
por exames médicos com o profissionais da Uncisal.





Na inauguração do Museu dos Esportes.
Zagalo. O Governador Eraldo Bulhões e Superintedente do Estádio Rei Pelé, Gilmar Camerino.



Parte dos arquivos de bolas do Museu dos Esportes.


Este é o time do Bonsucesso, campeão do Campeonato das Comunidades Carentes de Maceió promovido pelo Museu dos Esportes com apoio do Prefeito Cícero Almeida.

    
                                           Lançamento da Revista - Campeonato Alagoano.
                                     Na foto, Eu ao lado do ex-governador Divaldo Suruagy.


A visita de dois amigos ao Museu dos Esportes.
Edson, irmão do campeão do mundo Dida e Bá campeão alagoano pelo CSA em 1963.





Visita dos alunos do Colégio São Lucas ao Museu dos Esportes.



Visita dos alunos da Escola Menino Jesus 
da Chão de Bebebouro.


Durante 17 anos o Museu dos Esportes Organizou o Campeonato das Comunidades 
Carentes de Maceió. A premiação eram realizadas no próprio Museu.
A foto mostra a premiação do campeonato do anos de 2000. Geraldo, técnico do Cruzeiro,
recebe o troféu de campeão das mãos do Secretário da Semel, Warner Barbosa.


Uma visão de uma das salas do Museu dos Esportes.



Zagalo no Museu dos Esportes.
Consagrado como jogador e treinador, ele foi homenageado no
Cantinho da Saudade.


Visita do Colégio - Sonho de Mel - da cidade de São Miguel dos Campos.


Parte da coleção de 432 camisas do Museu dos Esportes.


20017 -Cantinho da Saudade  com homenagens ao tetra campeões do CSA na década de 60.
Na foto vemos Jurandir. Zé Galego. Canhoteiro e Tadeu da Costa Lima.


Quatro craques do nosso futebol assistindo os principais lances do jogo
CSA 4 x Campo Grande 3 pelo campeonato brasileiro de 1982.
Roberto Mendes. Silva. Romel e Joãozinho Paulista.


Arnaldo Lira e sua obra prima, a maquete do Estádio Rei Pelé.
Feita com palito de fosforo, de picolé e cartolina.


Fachado do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa, o Dida.


Visão do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa (Dida).


Estandartes dos dois mais tradicionais clube de Alagoas.
Centro Sportivo Alagoano e Clube de Regatas Brasil.


Visita do Colégio São Lucas ao Museu dos Esportes.


Cantinho da Saudade quando se homenageava
Lúcia Sarmento e Agatenor Vasconcelos.


Visita de um grandes craques que atuaram no futebol alagoano - Canaviera que atuou no CRB.
Ele aparece entre EU e Klebs Loys, repórter da TV Gazeta da Alagoas. 


Zagalo sendo entrevista antes da inauguração do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa.
A sua esquerda aparacem os governadores: Geraldo Bulhões e Major Luiz Cavalcante.


O zagueiro Paranhos autografando a camisa do Hall da Fama
Lauthenay Perdigão.


Os dois novos sanitários do Museu dos Esportes.


Três craques, veteranos, do futebol alagoano visitando o Museu dos Esportes.
Epaminondas. Botinha e Dudu.


1994 - Depois da conquista do tetra campeonato a Taça do Mundo ficou 24 horas no 
Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa.
Durante todo dia ficou para visitação.


Um grupo de estudantes do interior de Santa Luzia do Norte.
Estavam visitando o Museu dos Esportes.


O zagueiro tri campeão do mundo, Brito, em visita ao Museu dos Esportes.
Ele foi convidado pelo Governo do Estado para participar da
inauguração do Hall da Fama Lauthenay Perdigão.




Painel com várias assinaturas de personagens famosos do esporte brasileiro.
Observem autografos de Zagalo, Nilton Santos, Paranhos, Dunga, Espinosa, Peu e muitos outros.




1990 -  Antes da inauguração do Museu dos Esportes, a frente era assim...


...E ficou assim.



Algumas das 36 bolas que existem nos arquivos do Museu dos Esportes.


Escola Sonho de Mel da cidade de São Miguel.
Geovana, da Secretaria de Esporte, conversa com os alunos explicado
a história do Museu e do Estádio Rei Pelé.


Premiação dos melhores do Campeonato Mirim das Comunidades Carentes de Maceió.
Um evento promovido pelo Museu dos Esportes coim apoio do Prefeito Cicero Almeida.
Na foto o técnico do Fluminense, Mariedson, 
recebe o troféu, as medalhas e o diploma com a foto do seu time.


Inauguração do Hall da Fama Lauthenay Perdigão.
Brito. Carlos Alberto Torres. Marlon (Secretario de Esportes). 
Luís Abilio (governador do Estado).
Lauthenay Perdigão. Márcio Canuto e Sexta Feira (deputado).


1993 - o treinador Zagalo e o governador Geraldo Bulhões
na inauguração do Museu dos Esportes. 


Algumas das 382 camisas do esporte.


1994 - Depois da conquista do título de campeão do mundo nos Estados Unidos,
a Taça ficou em exposição no Museu dos Esportes por 24 horas.


Mural onde grandes personagens do esportes colocam seus autográfos.
Vemos Roberto Menezes. Zagalo. Nilton Santos. Paranhos. Ronaldo Lessa. Zé Preta e outros.
No outro lado desta sala existe outro mural com mais assinaturas.


2015.
Visão da mesma sala com reforma dos moveis.


2012
Visão de uma das salas do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa (Dida)


Essas fazem parte das 41 bolas dos arquivos do
Museu dos Esportes.


Carlos Alberto Torres e Brito.
Eles foram homenageados no Hall da Fama Lauthenay Perdigão.


Na sua visita ao Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa, 
Canavieira, antigo jogador do CRB, tirou foto comigo e o repórter
Kleber Lós. Logo ele depois fez uma reportagem para a TV Gazeta. 


Agosto de 1993
Inauguração do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa.
Na horas de cortar a  fita aparecem Zagalo, Dida e o Governador Geraldo Bulhões.


Reunião da Academia Maceioense de Letras no Museu dos Esportes.


Uma das salas do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa (Dida)
onde fica o mini auditório.


Visita de dois amigos campeões pelo CSA em 1963 e 1965.
Roberto Mendes. Eu e Deda. 


Época de Copa do Mundo. 
Escolas levam as crianças para conhecer um pouco da história
das Copas e da Seleção Brasileira.

                                           
                                                 O Museu dos Esportes começou assim em 1993...


Em 2011 - Estava assim.


Nilton Santos quando estava sendo homenageado no Cantinho da Saudade.
Nilton aparece recebendo o diploma do evento acompanhado pelo
apresentador Antonio Correia.


O dia em que a Taça do Mundo passou 24 horas no Museu dos Esportes.


Visita de um grupo de estudantes da cidade de Santa Luzia do Norte. 


Visita dos alunos do Colégio São Lucas.


1993 - Inauguração do Museu dos Esportes Edvaldo Alves santa Rosa.
Na foto, aparece Dida conversando do o Superintendente da FADA, Gilmar Camerino.
Eu, estou filmando o acontecimento.


Lucia Sarmento e Agatenor Vasconcelos
depois de serem homenageados por Lauthenay Perdigão
no Cantinho da Saudade.


No mini auditório do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa, 
além do telão, existem dois estandartes do CSA e CRB.


A faixa de campeão do mundo doada  pelo próprio campeão Dida.


Dia 25 de outubro de 1970 - Inauguração do Estádio Rei Pelé.
Na foto a maquete do Estádio que foi construída pelo cidadão que aparece na foto,
Arnaldo Lyra.


Premiação do campeonato das comunidades carentes de Maceió no Estádio Rei Pelé.
Na foto, Mariedson, treinador do Fluminense, recebe troféu, medalhas e diplomas.


Uma visão de duas salas do |Museu dos Esportes em, 2016.


Quando o Cantinho da Saudade homenageou os tetra campeões do CRB nos anos 70,
Nau e Itamar autografaram a bola do jogo da decisão - CRB 2 x CSA 0.

Os tri campeões do mundo, Brito e Carlos Alberto Torres, visitante o Museu dos Esportes.



Antes da criação do Museu dos Esportes o espaço era assim.


Depois da criação do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa,
ficou assim,.


A faixa de campeão do mundo que pertenceu ao alagoano Dida.


AAPP - Uma organização que cuida das crianças especiais.
Esse grupo esteve em visita ao Museu dos Esportes.


Mais uma visão de parte do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa.



Uma das atrações do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa
é a maquete do Estádio Rei Pelé.
Na foto aperece o criador deste maquele - Arnaldo Lira.


Quatro craques assiatindo lances do jogo CSA 4 x Campo Garnde 3. Silva. Roberto Mendes. Romel e Joãozinho Paulista aguardavam o momenmto para gravarem um programa de Televisão.


Visão do mini auditório do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa (Dida)



Aula da escolinha de árbitros da Federação Alagoana de Futebol em 2013.





Visita de Dunga ao Museu dos Esportes. Ele veio a Maceió para uma palestra
com os meninos do campeonato das comunidades carentes  promovido pelo Museu


Eu recebendo a visita de dois grandes amigos que foram campeões
pelo CSA - Roberto Mendes e Deda.


Bola da madeira com fotos do Dida.
Ainda tem mais três bolas dessas com fotos de Pelé, Garrincha e Zagalo.



Duas geraçções. Dois amigos. Dois campeões.
Agatenor Vasconcelos no voleibol e Miguel Rosas no futerbol
em visita ao Museu dos Esportes.


Visita de jovens da AAPPE ao Museu dos Esportes
São jovens especiais.


O grande zagueiro Paranhos, em visita ao Museu dos Esportes, foi entrevistado pela TV Gazeta


Depois de uma vista ao Museu dos Esportes,
o ex arbitro, George Feitosa, concedeu uma entrevista a Televisão.


2000 - O Museu estava assim.


1993 - Logo depois da inauguração do Musei dos Esporte.


Visita do Colegio São Lucas ao Museu dos Esportes.
Parte dos alunos assistem o filme - Pelé Eterno-no mini audit´[orio do Museu.


A maquete do Estádio Rei Pelé com seu criador - Arnaldo Lyra.
Esta maquete foi feira em 1992 quando da primeira reformar no Estádio.



Bola da decisão do campeonato alagoano de 1979 - CRB 2 x CSA 0.
Com essa vitória o CRB conquistoui o titulo de tetra campeão.


1994 - O dia em que a Taça do Mundo ficou em exposição no Museu dos Esposição.


1969 - Esta foto tem um lugar de destaque no Museu dos Esportes. 
É a construção do Estádio Trapíchão.


Dida quando veio para inauguração do Museu dos Esportes que tem seu nome e fazer o lançamentyo do livro - Histórias de um campeão do mundo - de autoria do seu irmão, Luiz Alves.



1993 - Dia da inauguração do Museu dos Esporttes Edvaldo Alves Santa Rosa.
Na foto Zagalo, Dida e o governador Geraldoi Bulhões desatam a fita e
inaugura o Museu


DVD - da Coleccion Desportes - Argentina.
O DVD faz parte dos arquivos do museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa.


Camisa do Zico quando estava na Udinese da Itália.
Ela foi doada  pelo alagoano Coronel Paulo Ney que mora no Rio de Janeiro.

    
Este livro - Memória rubro negra - Sport Clube do Recife.
faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa.


Busto do craque alagoano, campeão pelo CSA, bi campeão pelo Flamengo e
campeão mundial pela seleção brasileira na Suécia.
Este busto se encontra no Museu dos Esportes que tem seu nome. 


Camisa que Pelé jogou na inauguração do Estádio Rei Pelé, em Maceió, 
no dia 25 de outubro de 1970. Foi a camisa do segundo tempo. Ela pertence 
aos arquivos do Museu dos Esportes. 


Atletas do nosso voleibol do CRB visitam o Museu dos Esportes
Edvaldo Alves Santa Rosa. 
Na foto, oa atletas assistem um jogo da seleção brasileira de voleibol.
       

Visita dos alunos do projeto Segundo Tempo


2017 - Alguns dos tetra campeões do CRB nos anos 70.
Robertson. Marcus. Adolfo. Deco. Nau. Cicero. Alberto e Galba.
Esse grupo e outros companheiros foram homenageados no Cantinho da Saudade.
         

                                   Recebendo a visita de dois amigos no Museu dos Esportes.
                                   Edson Santa Rosa, irmão do campeão do mundo Dida. E
                                        Bá, ex craque do CSA, campeão alagoano de 1963.

Replica da Taça do Mundo.
Um presente dos mexicanos quando estiveram em Maceió para a reabertura do 
Estádio Rei Pelé depois da primeira reforma em 1992.


Cantinho da Saudade.
Homenagem a grande atleta do voleibol do CRB
Lúcia Sarmento. 

]
Esta Taça é de 1928.
Quando a seleção alagoana de futebol foi a Salvador para disputar um jogo pelo
campeonato brasileiro de seleções, um grupo de alagoanos que moravam na Capital baiana 
resolveram fazer a doação desta taça.

Escola Brandão Lima em visita ao Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa.
Eu sempre converso com os alunos que nos visitam contando um pouco da história do Museu e do Estádio Rei Pelé.


8 de agosto de 1993 - Inauguração do Museu do Museu Edvaldo Alves Santa Rosa.
Na foto, Zagalo Dida e o Governador Geraldo Bulhões, desatam a fita para inaugurar,oficialmente,
o Museu dos Esportes.


2017 - Visita do Governador Renan Filho ao Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa (Dida).
Ele aparece ao lado meu lado.


Eu, no Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa,no meio de dois alagoanos
campeões do mundo - Dida e Zagalo.


Colégio  Sagrada Familia visitando o Museu dos Esportes.
Depois os alunos foram conhecer todo o Estádio Rei Pelé.


2008 - Antes do inicio do Campeonato Mirim das Comunidades Carentes de Maceió,
promovido pelo Museu dos Esportes com apoio da Prefeitura Municipal,
foram realizados exames preliminares para saber da saúde de cada um dos participantes do evento.


2004 - Visita do treinador Zagalo ao Museu dos Esportes
quando foi homenageado no projeto Cantinho da Saudade.


Cantinho da Saudade
com homenagem a Agatenor Vasconcelos e Lucia Sarmento.
Na foto,  Cláudia, filha do Agatenor, comenta sobre a vida do seu pai.


O grande artilheiro do CRB, dos anos 60 e 70, esteve visitando o Museu dos Esportes.
Além do depoimento que fez para os nossos arquivos, ainda foi entrevistado pelo Kleber Los
para a TV Gazeta.


No Museu dos Esportes também existe um busto do alagoano, campeão do mundo em 1958,
Dida. Ele fica ao lado de outro alagoano, Zagalo.


Uma das salas do Museu dos Esportes.
É um mini auditório com vinte e sete cadeiras. No telão, um Fla x Flu
dos anos 60 no Canal 100. 


Numero da Revista do CRB em 1921.
No Museu dos Esportes existe uma encadernação deste revista nos anos
de 1921.1922 e 1823.
A encadernação foi feita pelo Otacilio Maia, primeiro presidente da Coligação Esportiva de Alagoas em 1927,hoje, Federação Alagoana de Futebol.


Este é o busto do alagoano Zagalo que se encontra no Museu dos Esportes
ao lado de outro alagoano campeão do mundo, Dida.


A visita de quatro amigos ao Museu dos Esportes.
Antonio Correia. Eu. Glênio Guimarães e Cau.


Este era o autografo do Pelé
na Copa do Mundo de 1958 que foi realizada na Suécia.


No  ano passado recebemos a visita da
Escola Menino Jesus de Chã do Bebedouro. Os jovens alunos depois da visita
ao Museu dos Esportes também visitaram as dependências do Estádio Rei Pelé.


Camisa do Bangu.
Camisa que faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.


Agosto de 1993 -Momento da inauguração do Museu dos Esportes.
Na foto aparecem o Padre Iório, Zagalo. Dida e o Governador Geraldo Bulhões. 


Visita dos alunos do Colégio São Lucas ao Museu dos Esportes.
Depois os garotos foram visitar as dependências do Estádio Rei Pelé
com a funcionário da Secretaria de Esportes Geovana.


Camisa do jogador do Flamengo, Junior, quando esteve em Maceió no ano de 1976.


Paranhos autografa a camisa no dia da inauguração do
Hall da Fama Lauthenay Perrdigão.


Entrega de premiação aos vencedores do campeonato
das comunidades carentes de Maceió no ano de 2006, Na foto aparece o treinador do Cruzeiro,
Geraldo, recebendo o troféu e o diploma de campeão


Alunos do SESC visitam o Museu dos Esportes.
Na foto, todos ouvem as explicações da Geovana sobre a maquete do Estádio Rei Pelé.


Visão de parte do Museu dos Esportes
Edvaldo Alves Santa Rosa.


Capa da partitura do hino oficial do Clube de Regatas Brasil.


O projeto do Museu dos Esportes homenageia dois grandes
personagens do esportes amador - Agatenor Vasconcelos e Lúcia Sarmento.
O Museu ficou lotado para prestigiar os dois grandes atletas do nosso voleibol. 


Durante a primeira reformar do Estádio Rei Pelé Arnaldo Lyra
fez esta beleza de maquete do Estádio que é um das atrações
do Museu dos Esportes.


Camisa do zagueiro Zé Luiz do CRB campeão alagoano de 1964.
Ela faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.


Uma das muitas Escolas que visitaram o Museu dos Esportes.
A Escola Criar e Recriar além de vistar o Museu
também foi conhecer as dependências do Estádio Rei Pelé.


No  mini auditório do Museu dos Esportes
o visitante assiste lances de jogos antigos, reportagens e depoimentos.


A Academia Macioense de Letras quando se reunia no Museu dos Esportes   


Um dos dois murais que ficam no Museu dos Esportes com importantes autográfos de ilustres visitantes.


A bola da decisão do campeonato alagoano de 1968.
CSA 3 x CRB 2 - Com este resultado o CSA conquistou o seu segundo tetra campeonato,
Esta bola faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.


                Esta Taça é de 1928. Quando a seleção alagoana esteve em Salvador para disputar um jogo com os baianos pelo campeonato brasileiro, a Colônia Alagoana presenteou nossa delegação com esta Taça que faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.        

Marcha do Fluminense em acetado. Faz parte de um album produzido e lançado antes da Copa do Brasil .Nesse album contem hinos dos clubes do futebol carioca com  autoria do Lamartine Babo. A marcha do Fluminense é cantado pelo Trio Melodia.


2011 - Atletas do voleibol do CRB assistem, no Museu dos Esportes, um partida da seleção brasileira de voleibol feminino


O Museu dos Esportes se transforma em um auditório para o projeto - Cantinho da Saudade.
Neste dia eram homenageados os personagens do voleibol - Agatenor Vasconcelos e Lucia Sarmento


Camisa do Zico quando jogava no futebol italiano defendendo a Udinese. Ela faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.


A sala do mini auditório do Museu dos Esportes.
Aqui são realizados muitos e importantes eventos.


Projeto do Museu dos Esportes - Cantinho da Saudade.
Homenagem a duas grandes figuras do esporte amador da nossa terra -
Agatenor Vasconcelos e Lúcia Sarmento.


A Escola Educacional Menino Jesus, de Bebedouro, levou seus alunos para uma visita
ao Museu dos Esportes e ao Estádio Rei Pelé.


Esta camisa do Pelé, autografada, é da inauguração do Estádio Rei Pelé que aconteceu no dia 25 de outubro de 1970. Ela faz parte dos arquivo do Museu dos Esportes.


Visitantes observam as camisas que ficam expostas na vitrine Museu dos Esportes.
A cada dois meses essas camisas são trocadas


Visão de parte do Museu dos Esportes que está localizado no
Estádio Rei Pelé em Maceió


Lauthenay recebe, no Museu dos Espotes, a visita de dois grandes amigos.
Roberto Mendes e Deda.


No mini auditório do Museu dos Esportes vemos dois estandartes, um do CSA e outro do CRB, além do bolas, troféus e uma televisão grande para passar jogos antigos do Canal 100.


Fachada do Museu dos Esportes


Uma das portas do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa.


Foto panorâmica do Museu dos Esportes da Daniella Aciolli.
Arquiteta Urbanista.Mestrada em preservação  do Patrimônio Cultural.


 Outra foto panorâmica do Museu dos Esportes da Daniella Aciolli
Arquiteta Urbanista.


O dia em que o campeão mundial de Full Contat, Eduardo Canuto,
foi homenageado pela Câmara Municipal no Museu dos Esportes.

  
                              Entrevista da Cláudia Bulhões, da TV Maceió,  com Lauthenay Perdigão
                    no Museu dos Esportes.


  Uma visão da primeira sala do Museu dos Esportes Edvaldo Alves Santa Rosa e que fica localizado no andar térreo do Estádio Rei Pelé. A cada dois meses o Museu faz mudanças na suas exposições. Nesta sala vemos seis expositores e uma vitrine com vinte e uma camisas.


Esta é a maquete do Estádio Rei Pelé construída durante a primeira reforma do Trapichão em 1992.
Como não tem nada perfeito esta maquete chegou perto da perfeição. O autor desta beleza é o meu amigo Arnaldo Lira. Com paciência, técnica e muita sabedoria Arnaldo foi fazendo seu trabalho dia a dia. Mostramos com muito orgulho este trabalho para todos que nos visitam no Museu dos Esportes.



2012 - Dois craques que brilharam, no futebol alagoano visitam o Museu dos Esportes e são entrevistados pela TV Gazeta - Roberto Mendes e Silva.


2008 - Antes de começar o campeonato de futebol mirim das comunidades carentes de Maceió, um grupo de médicos e estagiários da Uncisal fizeram um grande trabalho para observar a saúde dos que participariam do evento. Os campeonatos eram promovidos pelo Museu dos Esportes com o apoio da Prefeitura Municipal.


Alunos do Colégio São Lucas visitaram o Museu dos Esportes.


Toroca no dia em que foi homenageado no projeto do Museu dos Esportes - Cantinho da Saudade.
Toroca aparece ao lado do cronista esportivo e mestre de cerimônia do evento Antonio Correia.

1993 - Esta foto foi tirada alguns meses depois da sua inauguração. Ao longo dos anos o 
Museu dos Esportes sofreu muitas modificações para melhor.


Visão da primeira sala do Museu dos Esportes.


Em 2003 grande parte do Museu dos Esportes ficou assim. Uma infiltração estregou paredes e alguns objetos. Não foi fácil recuperar tudo. Essa foi uma das salas atingidas.


Foi assim que ficou a outra sala.


Somente depois de cinco meses é que conseguimos recuperar tudo e sem muita ajuda.
Ajuda mesmo somente da família e alguns amigos. O carinho que temos pelo Museu e o amor pelo esporte é que nos deu forças para resolver o problema da infiltração. 


Depois da recuperação.


Antes da inauguração do Hall da Fama Lauthenay Perdigão visitaram o Museu dos Esportes -
O Secretário de Esportes Marlon Araujo. Os tri campeões do mundo Brito e Carlos Alberto além da grande paratleta Sônia Gouveia.


Uma visão do mini auditório o Museu dos Esportes. 27 cadeiras e um telão para passar jogos, documentários e reportagens 


Zagalo visita o Museu dos Esportes quando foi homenageado no projeto - Cantinho da Saudade. Na foto Zagalo observa a exposição com as fotos da sua história do futebol brasileiro.


Visita do Ministro dos Esportes, Aldo Rabelo e do Governador, Téo Vilela ao Museu dos Esportes.
Lauthenay aparece entre os dois ilustres visitantes. Na foto ainda aparece o Secretário de Esportes Jorge Sexto.


1994 - O Museu dos Esportes reuniu os campeões alagoanos de 1971.
Na foto, Fernando Palmeiras, da Rádio Gazeta, fez a cobertura desta reunião.
Ele aparece entrevistando o craque Soareste. Lauthenay está filmando o acontecimento.


Entre as 387 camisas que existem nos arquivos do museu está a do 
Bangu do Rio de Janeiro. Uma camisa dos bons tempos do clube de Moças Bonita.


1993 - Inauguração do Museu em Grande Estilo. Tudo aconteceu no dia 8 de agosto


1993 - Logo depois da inauguração do Museu dos Esportes, Zagalo, Dida,
o governador Geraldo Bulhões e o superintendente da FAPE Gilmar Camerino,
observam a primeira exposição realizada pelo Lauthenay Perdigão.


Camisa do Centro Sportivo Alagoano de 1961.
Pertenceu ao ponteiro Cicero que fez a doação ao
Museu dos Esportes.

Foto que mostra uma das salas do Museu dos Esportes. Ao fundo vemos um
espaço onde são colocas as quinze camisas. A cada dois meses toda exposição é modificada
com novas camisas e outras fotos.

Depois da realização do Cantinho da Saudade que homenageou dois grandes nomes do
nosso voleibol - Lucia Sarmento e Agatenor Vasconcelos, os amigos posaram para uma foto.
Teresa. Lucia. Lauthenay. Agatenor e Cau.

O amigo José Ricardo, historiador que mora em Brasília 
veio nos visitar no Museu dos Esportes.

Zagalo no Museu dos Esportes.
Nesse dia ele foi homenageado no projeto Cantinho da Saudade.

Autografo do Garrincha.
Este autografo está em uma caderneta doado pelo Dida
para o Museu dos Esportes. Nela contém os autografos de todos
os campeões mundiais de 1958.

Capa da partitura do hino oficial do CRB.
Musica de Tavares Figueiredo e Versus de Jayme d'Altavila. 
A partitura faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

2016 - A atleta Sônia Gouveia que participou de tantas paraolimpíadas,
esteve no Museu dos Esportes autografando a camisa da inauguração do
Hall da Fama Lauthenay Perdigão.

O passado e o presente no Museu dos Esportes.
O veterano goleiro alagoano Epaminondas quando era homenageado no Cantinho da Saudade.
Ele aparece ao lado do seu neto Marlon Araujo, hoje, um competente comentarista de futebol.

A foto é da homenagem do Museu dos Esportes em seu Projeto - Cantinho da Saudade -
aos desportistas do nosso voleibol Agatenor Vasconcelos e Lúcia Sarmento.
O evento foi muito prestigiado pelos familiares e amigos de Agatenor e Lúcia.

Quatro craques visitam o Museu dos Esportes para reportagem com o amigos da TV Gazeta.
Roberto Mendes. Silva. Romel e Joãozinho Paulista.

Bola do jogo da decisão do campeonato de 1979.
CRB 2 x CSA 0. Este resultado valeu o tetra campeonato para o CRB.
A bola faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.


Esta camisa é campeonato alagoano de 1964. 
O zagueiro Zé Luiz guardou a camisa por alguns anos. Depois resolveu fazer uma doação ao
Museu dos Esportes. 

Lauthenay com seus amigos.
Antonio Correia. Romariz. Cau. Italo e Bebé.

Cantinho da Saudade homenageando
Lucia Sarmento e Agatenor Vasconcelos que recebe o abraço de um amigo. Antonio Correia é quem comandava o evento e Lauthenay aparece no canto esquerdo filmando o acontecimento para os arquivos do Museu dos Esportes.

Visita dos alunos do Colégio Santa Ursula. A foto mostra o
momento em que os alunos assinavam o livro de presença de todos.

Esta camisa é da Federação Alagoana de Desportos
que disputou o campeonato brasileiro de seleções em 1958.

Os amigos do Lauthenay em visita ao Museu dos Esportes,
Antonio Correia. Glênio Guimarães e Cao.

8 de agosto de 1993 - Inauguração do Museu dos Esportes.
Na foto aparecem Zagalo. Dida e o Governador  Geraldo Bulhões
no momento em que desatavam a fita para a inauguração do Museu dos Esportes
Edvaldo Alves Santa Rosa.

A foto é do local onde se encontram as 436 camisas de clubes e seleções
de futebol, voleibol, basquetebol, árbitros e times amadores.

Esta bola foi conquistada pelo CSA no tetra campeonato de 1968.
A decisão aconteceu contra o CRB, na Pajuçara, e os azulinos venceram por 3x2.
A bola ficou com o zagueiro Ciro que fez uma doação do Museu dos Esportes.

A sala do Museu dos Esportes onde fica seu mini auditório.
Aqui nos reunimos escolas, colégios e visitantes que desejam
assistir alguns compactos de jogos.

Ficou assim parte do teto do Museu dos Esportes em 2003. Uma forte infiltração
deu muita dor de cabeça para seu fundador Lauthenay Perdigão.

O Museu dos Esportes nem sempre viveu em mar e rosas. Também teve seus momentos de muita agua.
Em 2003 aconteceu uma grande infiltração que estragou algumas coisas e as paredes e teto ficaram todas com muito molhadas.

Museu dos Esportes se transforma em auditório nos dias do projeto
Cantinho da Saudade. 
No dia desta foto estavam sendo homenageados Agatenor Vasconcelos
e Lucia Sarmento.

O Museu é dos Esportes. Não é somente futebol. Tem videos, jornais, camisas e revistas de vários esportes. Na foto aparece raquetes e luvas de boxes.

Visita do Colégio São Lucas ao Museu dos Esportes. Os alunos assistem a lances dos clássicos  
Centro Sportivo Alagoano e Clube de Regatas Brasil

2007 - Jogadores do Coruripe, depois de um treino no Estádio Rei Pelé, 
foram ao Museu dos Esportes para assistir o gol de Joécio pelo ASA na decisão
do campeonato alagoano de 2000. O ASA venceu o CSA por 1x0.

1990 - Antes de ser o Museu dos Esportes, este local era um Hotel que já estava desativado.
Em 1992 começou a se transformar no atual Museu dos Esportes que foi inaugurado em 1993.

2015 - Esta é a atual fachada do Museu dos Esportes.

Esta camisa, do Esporte Clube Bahia, que faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes pertenceu ao
zagueiro alagoano Aguiar. Ele que jogou no CRB, Vitória e Bahia. Hoje tivemos a triste noticia
de que Aguiar tinha falecido depois de um colapso fulminante.


Este foi o convite do Museu dos Esportes para o lançamento do livro de um dos maiores jogadores do futebol brasileiro, Nilton Santos. No dia seguinte Nilton foi homenageado no projeto do Museu dos Esportes, Cantinho da Saudade. O convite está autografado.


Dois grandes personagens do futebol alagoano - O árbitro Josival Pedro e o craque Soareste.
Os dois participavam da entrega da premiação do campeonato das comunidades carentes de
Maceió. O evento foi realizado no Museu dos Esportes.


Visitantes observam, com curiosidade, parte da coleção das camisas que fazem parte
do Museu dos Esportes. A cada dois meses, as camisas são trocadas por outras dos arquivos.


Lauthenay se deixar fotografar no meio de um grupo de estudantes da cidade de Palmeira dos Índios.


A vitrine onde as camisas são renovadas a cada dois meses. Além das camisas podemos
observar também alguns objetos interessantes. A réplica da Taça do Mundo, uma taça
de 1928 e um boneco com a camisa do CRB dos anos vinte.


Dois grandes jogadores do futebol alagoano
Joãozinho Paulista (de costas) e Zé Preta.
Os dois estiveram no Museu dos Esportes para faz parte de uma reportagem da TV SBT.


2002 - O ano em que Dunga visitou o Museu dos Esportes.
Ele aceitou o convite do Lauthenay para fazer uma palestra para os jovens que participavam dos campeonatos dos carentes organizado pelo Museu. Na foto Dunga aparece autografando uma camisa para a mãe de um garoto.


No mini auditório do Museu dos Esportes vocês podem observar dois estandartes dos mais tradicionais clubes de Alagoas: Centro Sportivo Alagoano e Clube de Regatas Brasil. 
Na TV vemos um Flamengo e Fluminense de 1963 pelo Canal 100.


O Museu dos Esportes recebeu visita importante de um grupo de jovens especiais.
Junto com suas professoras observaram todo acervo e se sentiram bem quando
assistiram alguns lances de jogos do clássico CSA x CRB.


Lauthenay recebeu o amigo Italo no Museu dos Esportes.  Ele foi um dos maiores artilheiros da história do CSA. Italo nos deixou este mês de fevereiro. A morte não mandou recado. Ela chegou de mansinho e levou o nosso amigo deixando apenas um pedaço de saudade em todos nós.


Esta é uma das mais belas fotografias da construção
do Estádio Trapíchão, o Rei Pelé. Ela está em destaque no
Museu dos Esportes.

8 de agosto de 1993 - Dia da inauguração do Museu dos Esportes.
Dida, o homenageado, conversa com o Superintendente da Estádio Rei Pelé, Gilmar Camerino.
Lauthenay aparece no meio dos dois filmando toda cerimônia da inauguração.

Uma das reuniões da Academia Maceioense de Letras
no Museu dos Esportes. Foi uma satisfação receber gente tão
gentil e inteligente em nosso Museu. Sou somos Sócio
Benemérito desta Academia com muita honra.

No Museu dos Esportes existe oito discos que foram gravados antes da
Copa do Mundo de 1950 com os hinos dos clubes do futebol carioca. A composição
foi de Lamartine Babo e interpretada por vários cantores. O disco acima é do hino do 
Fluminense cantado pelo Trio Melodia com a orquestra de Francisco Sergi.

Foi com esta bola, em fevereiro de 1969, que o CSA conquistou seu segundo tetra campeonato
no futebol alagoano. O jogo foi realizado na Pajuçara - CSA 3 x CRB 2. Esta bola foi cedida ao
Museu dos Esportes pelo zagueiro Ciro. Ele foi um dos jogadores que participaram do tetra.

Visita de um grupo de alunos da Escola do SESI.
Na foto mostra os jovens ouvindo uma palavra do Lauthenay
falando sobre o Museu e o Estádio Rei Pelé.

Este foi o ingresso para um dos jogos de inauguração do Trapichão, o 
Estádio Rei Pelé. Ainda tinha o nome inicial  - Estádio Lamenha Filho, o Governador
que concluiu a construção do Trapichão. Este ingresso faz parte dos arquivos do
Museu dos Esportes.

Esta semana, dois amigos do Lauthenay visitaram o Museu dos Esportes para acompanhar a
exposição do Dida, o craque artilheiro que foi campeão pelo CSA, pelo Flamengo e pela seleção brasileira no mundial da Suécia. 
Edson, irmão do Dida e Bá, jogador campeão pelo CSA em 1963 gostaram do que viram.


Este troféu foi colocado para o vencedor do jogo Brasil 1 x México 1 no dia 8 de agosto de 1993.
Era dia da inauguração do  Museu dos Esportes e reabertura do Estádio Rei Pelé. Como o jogo empatado e troféu terminou ficando no Museu dos Esportes onde faz parte de seus arquivos.

Carlos Alberto Torres e Brito, 
Em 2006 os tri campeões do mundo de 1970 participaram da inauguração da
inauguração do Hall da Fama - Lauthenay Perdigão - que está localizado no Estádio Rei Pelé.
Antes visitaram o Museu dos Esportes.

Ivon Cordeiro e Glênio Guimarães.
Dois grandes amigos do Lauthenay Perdigão visitaram o Museu dos Esportes.

Alunos do projeto Segundo Tempo em visita ao Museu dos Esportes.
A maioria dos garotos nunca tinham entrado no Estádio Rei Pelé, Ficaram encantados com as dependências e o gramado do Trapichão.

2008 - Antes do inicio do campeonato de futebol mirim das comunidades carentes de Maceió, organizado pelo Museu dos Esportes, a Uncisal  realizou exames médicos em todos os atletas inscritos nos clubes que participaram do evento. O dr. Soriano e seus assistentes terão sempre nossos sinceros agradecimentos.

Os alunos do Colégio Santa Ursula visitaram o Museu dos Esportes e deixaram a suas assinaturas no livro de presença dos visitantes.

Durante 17 anos o Museu dos Esportes organizou os campeonatos das comunidades carentes de Maceió. E sempre teve o reconhecimento e ajuda da Prefeitura Municipal. Durante todos esses anos a entrega da premiação foi no Museu dos Esportes. E tinha um convidado especial para conversar com os garotos e ajudar na entrega dos prêmios aos vencedores. Na foto o convidado é o Soareste, ex craque do CSA e um exemplo como atleta e como homem.


Esta senhora que aparece na foto é Edite Camelo.
Foi ela quem fez esses dois estandartes do CRB e do CSA e que estão no Museu dos Esportes.
Um belo trabalho.

2007 - Jogadores do Coruripe, depois de treinarem no Trapichão, foram ao Museu dos Esportes
para assistirem o gol de Jaelson, o segundo da esquerda para a direita, contra o CSA na decisão de 2000. O ASA venceu por 1x0 e o gol de Jaelson garantiu o titulo para o clube de Arapiraca.

Aqui estão algumas das 38 bolas que fazem parte dos Arquivos do Museu dos Esportes.

Autografos dos jogadores brasileiros que participaram da Copa do Mundo de 1950.
Para vocês conferir as assinaturas vamos citar os nomes dos jogadores:
Barbosa. Castilho. Augusto. Nilton Santos. Juvenal. Nena. Bauer. Eli. Danilo. Rui. Bigode. Noronha.
Friaça. Alfredo. Zizinho. Maneca. Ademir. Adãozinho. Jair. Baltazar. Chico e Rodrigues.

Esta é a camisa que o craque Tostão, do Cruzeiro, vestiu no segundo jogo de inauguração
do Trapichão, Estádio Rei Pelé. O clube mineiro enfrentou o venceu o Botafogo e venceu por 1x0. 
Ele faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

Esses são os alunos do Colégio São Lucas quando visitavam o Museu dos Esportes em 2013.
Os garotos observaram e anotaram tudo que viam na exposição do mês.

Alguns anos atrás na porta do Museu dos Esportes tinha duas fotos, em tamanho natural, de dois grandes desportistas. Dudu, um dos grandes goleiros do futebol alagoano. Jogou no América, CSA e Seleção Alagoana. Moisés Silva, começou como jogador do CRB e CSA para depois se transformar em um dos maiores atletas de corridas de rua da nossa terra.

Camisa do Esporte Clube Bahia. Ela pertenceu ao zagueiro alagoano Aguiar.
Ele que tinha jogado no CRB e no Capelense também brilhou no futebnol baiano defendendo
o Vitória e o Bahia. A camisa foi doada ao Museu dos Esportes pelo próprio atleta e faz parte dos nossos arquivos.

Lauthenay aparece ao lado do professor Thiago e um aluno.
Para quem se lembra Thiago foi um dos mais promissores jogadores do CRB nos anos noventa.
Chegou a ser titular do time por uns poucos anos. Depois preferiu cuidar dos estudos e terminou se formando em Educação Fisica. Thiago fez uma visita ao Museu dos Esportes com seus alunos.

Lauthenay  seus amigos dos tempos do futebol do Tiradentes e Palmeiras.
Jogos que ainda hoje são bem lembrados por todos nós. Essa visita ao Museu
são feitas periodicamente.

2006 - Visita dos jovens atletas do nosso voleibol masclino e feninino do CRB
ao Museu dos Esportes. O grupo na foto está assistindo um jogo entre
Brasil x Japão

2006 - Antes da inauguração do Hall da Fama Lauthenay Perdigão, os tri campeões mundiais, Carlos Alberto Torres e Brito, estiveram visitando o Museu dos Esportes e revendo a campanha do tri campeonato conquistado no México.

Nesta sala onde fica o mini auditório do Museu dos Esportes se encontra uma foto do Trapichão, o Rei Pelé, tirada no dia da inauguração - 25 de outubro de 1970. Existem, ainda, várias fotos sobre a construção do Estádio.

1967 - A seleção femenina de voleibol do Japão esteve em Maceió e venceu o CRB no Ginasio do SESC por 3x0 em noite memorável para a história do nosso voleibol. Foi a primeira seleção estrangeira a jogar voleibol entre nós. Nesse documento do Clube de Regatas Brasil estão as assinauras das japonesas que enfrentaram as alagoanas. Ele faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

Capa do livro - A História do Futebol Alaoano, Arquyivos Implacáveis -
de Lauthenay Perdigão em sua primeira edição. Possivelmente, em agosto
deverá sair uma terceira edição pela Imprensa Oficial Graciliano Ramos.
Este livro faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

No projeto Cantinho da Saudade o Museu dos Esportes estava homenageando
Sebasião Canuto um do grandes árbitros da história do nosso futebol.
Na foto o também árbitro Josival Pedro fazia comentário sobre o homenageado.
s
1962 - A Fabrica de Discos ODEON fez um LP que teve muito sucesso no Brasil inteiro - Pelé, seus gols, sua vida. Foi logo depois da Copa do Mundo realizada no Chile e que o Brasil conquistou o bi campeonato. O audio com os melhores gols do Pelé na voz dos narradores da Rádio Bandeirante de
São Paulo. Também tem um pouco da história do maior craque da história o futebol brasileiro. Este LP faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

Em 2014 o Museu dos Esportes está assim. Bem diferente de vinte anos atrás.
Novo piso e moveis restaurados.

Essa era a imagem do Museu dos Esportes em seus primeiros dias depois da inauguração no dia 8 de agosto de 1993.

                                            O começo doMuseu dos Esportes
No dia 8 de Agosto de 1993 era inaugurado o Museu dos Esportes Edvaldo Alves de Santa Rosa no andar térreo do Estádio Rei Pelé.
A foto é de momentos que antecederam a inauguração do Museu.
     
                        Esta é uma das camisas mais importantes dos arquivos do Museu dos Esportes.
Camisa da seleção brasileira feminina de basquete que disputou o XI Campeonato Sulamericano em La Paz no anos de 1978. A camisa está autografada pelo atletas famosa como Hortência, Paula, Simone que usava esta camisa e até Simone que hoje é uma das famosas cantoras do nosso Brasil.

O desportista Walter Pitombo Laranjeiras, o Toroca, é uma das grandes figuras do voleibo brasileiro.
Ele foi homenageado na inauguração do Hall da Fama Lauthenay Perdigão. Toroca aparece na foto,
no Museu dos Esportes, autografando a camisa comemorativa ao evento.

Quando o Museu dos Esportes promovia os campeonatos das comunidades carentes, quase sempre, os jovens atletas passavam por uma avalizção antes do inicio das competições. Isso graças aos médicos e estagiários da Uncisal.

Lauthenay aparece conversando e respondendo perguntas que lhe são feitas pelos alunos do Colégio Santissimo Rei que visitou o Museu dos Esportes.

2014 - Colégio Santissimo Rei visitando o Museu dos Esportes.
Muitos são as Escolas e Colégios que tem visita marcada para esta semana no Museu dos Esportes e conhecer um pouco da história da seleção brasileira nas Copas do Mundo.

O livro - Histórias de um Campeão do Mundo - foi lançado no Salão de Honra do Estádio Rei Pelé.
Um livro que conta toda história do alagoano que começou no CSA, brilhou no Flamengo e foi campeão do mundo na Suécia em 1958. O livro foi escrito pelo seu irmão Luiz Alves e conta as alegrias e tristezas vivida por uma dos maiores craques da história do Flamengo. O livro faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

Cao e Walmar Brêda.
Dois grandes amigos do Lauthenay em visita ao Museu dos Esportes para rever as fotos do tempo do Tiradentes e Palmeiras. As fotos eram muitas e os dois tivemos boas recordações dos bons tempos em que Tiradentes e Palmeiras se enfrenatam em duelos sensacionais.

Quando da primeira visita de Zagalo ao Museu dos Esportes ele foi homenageado com uma placa pelos serviços prestados ao futebol brasileiro.Na foto o famoso desportista aparece ao lado do Lauthenay depois de retirar a Bandeira de Alagoas que cobria a placa.

Epaminondas e Eduardo Bezerra Montenrgro (Dudu), dois grandes goleiros da história do futebol alagoano. Jogaram nos grandes clubes do nosso e também na seleção alagoana. A vida esportiva de Epamonindas foi mais longa. Jogou por mais duas decadas. Foi um verdadeiro cigano. Atuou em clubes de vários Estados e, no Recife, ganhou o apelido de - O goleiro dos punhos de aço. Dudu jogou apenas no futebol alagoano e com muito destaque. Teve seus grandes momentos nos anos quarenta quando defendeu a seleção alagoana no campeonato brasileiro. Esses dois respeitáveis senhores estiveram no Museu dos Esportes quando Epaminondas foi homenageado no projeto - Cantinho da Saudade. Os dois já não estão mais entre nós. Entretanto, continuam e ficarão para sempre nos arquivos do Museu dos Esportes.

O Museu dos Esportes que sempre recebe visita de Escolas da periferia de Maceió, iniciou esta semana uma exposição que conta a história fotográfica da seleção brasileira desde 1914. São quase cem fotos do Brasil mas, nenhuma delas com participação nas Copas do Mundo. A partir da segunda quinzena de maio uma nova exposição será realizada com fotos do Brasil em todas as Copas.

Esta semana o antigo craque do CSA, Perereca, esteve visitando o Museu dos Esportes. Junto com outro craque do passado, Italo, eles foram artilheiros no tetra cxampeonato conquistado pelo clube do Mutange. Perereca, amigo do Lauthenay, fez questão de ser fotografado e levar para São Paulo um pedacinho do Museu que tem sua história em um depoimento feito a alguns anos atrás.

Museu dos Esportes em um ângulo onde aparecem as três salas que guardam os arquivos do jornalista Lauthenay Perdigão.
A cada dois meses as exposições de fotos, camisas, livros, revistas, jornais, troféus e flâmulas são renovadas.
Placa para comemorar a data em que o fabuloso Garrincha vestiu a camisa do Centro Sportivo Alagoano e jogando pela primeira vez no Estádio Rei Pelé. Garrincha atuou contra o ASA de Arapiraca no dia 19 de setembro de 1973. Esta placa se encontra no Museu dos Esportes. 

Equipes de voleibol masculino e feminino do CRB visitam o Museu dos Esportes e aproveitam para assistirem um jogo da seleção brasileira no campeonato mundial da modalidade.

Dois grandes atletas do Centro Sportivo Alagoano nos anos setenta.
Dudu com sua filha e Zé Galego.
Os dois faziam uma visita ao Museu dos Esportes para rever fotos e imagens dos seus grandes momentos que viveram no futebol alagoano.

Partitura de uma musica feita para o Clube de Regatas Brasil em 1922.
Era um Tango de José Aguiar de Cerqueira - Musico do 20ºBC.
Esta partitura faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

Cantinho da Saudade com Agatenor Vasconcelos e Lucia Sarmento.
Na foto aparece, Cláudia, filha do Agatenor, junto com sua filha para contar um pouco da sua convivência como pai. Foi uma noite de muitas emoções vividas pelos parentes e amigos dos dois grandes desportistas.

Policiais do Corpo de Bombeiros recebem informações sobre os treinamentos que vão acontecer no Estádio Rei Pelé.

Luvas do goleiro Dida que começou no Cruzeiro de Arapiraca, se tornou campeão do mundo e continua sendo um dos melhores da posição no futebol brasileiro. Essas luvas fazem parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

Camisa autografada pelos jogadores da seleção brasileira que participaram da
Copa das Confederações de 2009.

Fátima Pinto
Ela foi uma das homenageadas na inauguração do Hall da Fama Lauthenay Perdigão.
Fátima aparece no Museu dos Esportes autografando a camisa distribuídas com os participantes do evento. O Hall da Fama fica no segunda andar do Estádio Rei Pelé, o Trapichão.

Reunião da Academia Maceioense de Letras no Museu dos Esportes.
Foi um grande prazer para o Diretor Lauthenay Perdigão receber esse grupo de amigos.

2009 - Esta foto é da parede que sofreu a infiltração que mostramos abaixo. Era assim e conseguimos recuperar tudo para voltar ao original.

                 A foto mostra que no Museu dos Esportes nem sempre as coisas andaram bem.
Em 2008 uma infiltração estragou paredes, danificou fotos e deixou o jornalista Lauthenay Perdigão com muitos problemas. Depois de alguns meses o Museu recebeu ajuda de amigos e conseguiu se recuperar. Foi uma luta. Mas não se pode desistir dos sonhos mesmo que eles sejam  impossíveis.


Esta é a capa do livro de Renato Sampaio - A margem do Futebol
Foi o primeiro livro escrito sobre o futebol alagoano. Seu lançamento aconteceu no anos quarenta. No ano passado o professor Sávio de Almeida fez o lançamento de uma segunda edição de - A Margem do Futebol - atualizada.
Este livro dos anos quarenta se encontra nos arquivos do Museu dos Esportes.

Lauthenay Perdigão autografando a camisa que foi distribuída na inauguração do Hall da Fama que tem o seu nome. Todos os homenageados autografaram a camisa.

LP da Copa do Mundo de 1958 quando o Brasil se sagrou campeão mundial pela primeira vez.
Neste disco tem lances, gols e musicas da participação do Brasil no mundial na Suécia.
A narração pela Rádio Bandeirante é de Edson Leite e Pedro Luiz.
Este LP faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

 O capitãodo tri campeonato mundial de futebol no México, Carlos Alberto Torres, esteve no Museu dos Esportes antes de ser homenageado no Hall da Fama que fica no Estádio Rei Pelé.

Duas gerações de desportistas que visitaram o Museu dos Esportes.
Agatenor Vasconcelos, um dos grandes atletas do nosso voleibol. Miguel Rosas, o melhor zagueiro do futebol alagoano em todos os tempos. Os dois já não se encontram entre nós. Deles só temos saudade.

Esta é a capa da Revista Globo Esportivo do Rio de Janeiro de 1950.
Alguns meses antes da Copa do Mundo a imprensa já contava com o Brasil campeão. Isso contaminou toda torcida brasileira. E mais uma vez o futebol mostrou que jogo não se ganha antes da partida terminar. Na decisão, mesmo jogando pelo empate para ser campeão, o Brasil perdeu para os uruguaios que se tornou o verdadeiro campeão do mundo.

2000 - Copa dos campeões em Maceió.
Bola da decisão - Palmeiras 2 x Sport Recife 1 - no Trapichão.

2008 - Campeonato de futebol mirim das comunidades carentes de Maceió. Antes do desfile de abertura no estádio do Trapichão, os garotos passaram por uma revisão medica no Museu dos Esportes. Tudo graças a iniciativa da UNCISAL que colocou médicos e estagiários para realizarem o belo trabalho com os garotos.

Busto do Zagalo.
Na sala central do Museu dos Esportes tem dois bustos. Um do Dida e outro do Zagalo  que aparece na foto acima.

Visita dos atletas do voleibol do CRB junto com o técnico Caetano. O grupo assistia um dos jogos da seleção brasileira feminina no campeonato mundial.

Dia 8 de agosto de 1993.
Dia da inauguração do Museu dos Esportes e reabertura do Estádio do Trapichão com uma grande festa. Presença dos Governadores Major Luiz Cavalcante e Lamenha Filho e muitas autoridades, principalmente desportistas e a imprensa em geral.

2013 - Moveis do Museu dos Esportes renovados.


Joãozinho Paulista  autografando a camisa de inauguração do Hall da Fama Lauthenay Perdigão.
O artilheiro do futebol alagoano foi um dos que colocaram a impressão de seus pés na calçada do Hall da Fama do Estádio Rei Pelé.

Camisa usada por Zico na Udinese da Italia no inicio da decada de oitenta. Esta camisa foi doada ao Museu dos Esportes pelo capitão Paulo Ney.

O Museu dos Esportes tem em seus arquivos a partitura do hino oficial do Clube de Regatas Brasil. A musica é de Tavares Figueredo e os versos de Jayme d'Altavilla.
Esporte pela Pátria  Forte - foi o lema escolhido por seus fundadores em 1912.

O Museu dos Esportes recebeu os personagens da Acadêmia Maceioense de Letras.
Eles fizeram reunião no espaço do Museu.

No mês de setembro deste ano, o ex zagueiro do CSA Paranhos, esteve visitando o Museu dos Esportes e falou a reportagem da TV Gazeta de Alagoas sobre o Centenário do clube azulino.

Replica da camisa do Centro Sportivo Alagoano do ano de 1923.
Esta camisa faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

2005 - Lançamento da Revista Campeonato Alagoano. Na foto o ex governador, Divaldo Suruagy, fala sobre o evento. Ao seu lado aparece Lauthenay, diretor do Museu, e um pouco mais a esquerda João Sampaio, ex prefeito de Maceió. 



Placa onde a FAPE (Fundação Alagoana de Promoções Esportivas) homenageou o Rei do futebol, Pelé. Esta placa estava atrás do gol que fica para rua Siqueira Campos. Hoje ela está no Museu dos Esportes.

O Governador Teotônio Vilela convocou uma reunião, no Museu dos Esportes, para informar a imprensa o projeto de mais uma reformar no Estádio Rei Pelé, o Trapichão.


                                            2013 - Esta é a nova fachada do Museu.


1969 - Camisa do alagoano Lula Monstrinho quando defendeu a seleção brasileira nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 1970. Só não foi para o mundial no México porque o treinador foi trocado. Lula começou no CSA e ainda jogou no Nautico, Corinthians e Sport Recife.

1994 - Dia 20 de setembro.
Dia que a Taça do tetra campeonato ficou no Museu dos Esportes para ser visitada pelos alagoanos. A fotó é exatamente o momento do inicio da visita da nossa torcida. A Taça estava em cima da bandeira do Brasil que ficou em um pedestal. 

24 horas depois da sua chegada a Maceió a Taça do tetra campeonato seguiu seu caminho para outro Estado. O Governador Geraldo Bulhões ao lado do Superintendenre da FAPE, Gilmar Camerino, vai devolver a Taça ao presidente da CBF que não aparece na foto. 

É verdade. Essas eram as chuteiras usadas pelos jogadores do futebol da decada de dez. Não era fácil jogar futebol com essas chuteitas pesadas e feitas de couro que machucava os pés.

1969 - LP - As Feras do Saldanha.
Este LP conta a história do Brasil nas eliminatórias para a Copa de 1970. A narração dos gols é de Waldir Amaral da Rádio Globo. O LP faz parte dos arquivos do  Museu dos Esportes.



1972 - Dida homenageado no Trapichão.
A placa em homenagem ao campeão do mundo se encontra no Museu dos Esportes

2013 - A primeira aula do novo curso de arbitragem promovido pela Departamento de Arbitros da Federação Alagoana de Futebol aconteceu no Museu dos Esportes. Os futuroa arbitros estão entusiasmados e breve estarão correndo pelos campos de futebol da cidade.

1938 - Autografos dos atletas brasileiros que participaram da copa do Mundo na França. A Itália
foi a campeã e o Brasil ficou em terceiro lugar.

1958 - Este LP conta a história através dos gols da seleção brasileira na Copa do Mundo na Suécia.
São gol narrados por Edson Leite e Pedro Luiz da Rádio Bandeirante de São Paulo. LP que faz parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

2001 - O alagoano Zagalo foi homenageado no projeto - Cantinho da Saudade. Ele aparece
 ao lado da bola de madeira com suas fotos.

1995 - Esta foto mostra a primeira sala do Museu dos Esportes. Aqui ficam os seis expositores e a vitrine com vinte e uma camisas. As exposições do Museu são mudadas a cada dois meses.

2012 - O grande artilheiro do CRB, Canavieira, esteve no Museu dos Esportes onde também foi entrevistado pela TV Gazeta. Antes de conversar com Kleber Lós, o craque assistiu um depoimento que ele fez para o Museu anos atrás.

2013 - Durante a disputa da Copa das Confederações muitas Escolas visitaram o Museu dos Esportes.
Com uma exposição somente sobre a seleção brasileira e passando vídeos de jogos do Brasil, a garotada sempre alegre, aprendeu e ensinou muita coisa para aqueles que tomam conta do Museu.

Camisa da seleção argentina autografada por Maradona em 1986. Esta camisa foi enviada pelo polêmico craque argentino para o brasileiro Rivelino de quem é um grande admirador. Rivelino não ligou muito para o  pesente e seu filho, Márcio, enviou a bendita camisa para o Museu dos Esportes. Ela chegou a Lauthenay através do ex-presidente do CSA Euclides Melo. 

Painel com assinsturas de personagens do futebol brasileiro que visitaram o Museu dos Esportes.
Entre outros autografos existem os de: Filipão. Dunga. Espinosa. Zagalo. Nilton Santos. Alemão. Silas. Washington Rodrigues. Jairzinho e muitos outros do futebol alagoano.

1968 - Construção do Estádio Trapichão, o Rei Pelé. Esta é uma das fotos da construção do Estádio que fazem parte dos arquivos do Museu dos Esportes.

Lauthenay convidou o capitão da seleção, Dunga, para fazer uma palestra com os garotos que participavam do campeonato das comunidades carentes de Maceió. A palestra foi no Museu dos Esportes e Dunga se mostrou atencioso com todos que compareceram ao evento. Na foto ele assina um autografo na camisa da seleção para a senhora que aparece ao seu lado.

Camisa que o alagoano Dida usou no jogo com o América na decisão do campeonato carioca de 1955 quando o Flamengo conquistou o tri campeonato. O clube rubro negro venceu os americanos por 4x1 com os gols assinalados pelo Dida. Podemos notar que a camisa está bem usada. Antigamente não se trocava de camisa depois os jogos. Os jogadores disputavam todo campeonato com a mesma camisa. No campeonato de 1955 essa mesma camisa também foi usada por Benitez e Evaristo.

1994. Foi a primeira vez que Zagalo esteve visitanto o Museu dos Esportes. O Brasil tinha conquistado o titulo de campeão do mundo nos Estados Unidos. Zagalo foi recebido por Lauthenay, Gilmar Camerino e muitos curiosos.
Haroldo Miranda, o saudoso radialista alagoano, foi o primeiro narrador esportivos em nossa terra. A placa, homenagem da Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas, se encontra no Museu dos Esportes.

 

Este é o busto de Edvaldo Alves Santa Rosas, o Dida. Começou no CSA, foi para o Flamengo, defendeu a Portuguesa de São Paulo e encerrou no futebol colombiano. Defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1958. Foi um dos grandes artilheiros do futebol brasileiro. Antes do Zico foi o maior goleador do Flamengo.  Seu busto está no Museu dos Esportes que tem seu nome.

2013 - O melhor arbitro do campeonato alagoano desta temporada esteve visitando o Museu dos Esportes e foi entrevistado pela TV Pasjuçara. George Feitosa falou sobre o curso de arbitragem que está com as inscrições abertas e será promovido pela Federação Alagoana de Futebol através do seu departamento de arbitros.

1993 - Um dia depois da inauguração do Museu dos Esportes que fica do Estádio Rei Pelé.
Dida que foi homenageado fez sua visita para conhecer melhor o espaço que tem seu nome. Na foto o campeão do mundo aparece sendo enrrevista pela TV Pajuçara.

Entre as raridades de LPs que existem nos arquivos do Museu dos Esportes um deles é o que aparece na foto - O Mundo de Pelé. Com narração da equipe de esportes da Rádio Bandeirante de São Paulo podemos ouvir a grande maioria dos mil gols do Rei do Futebol.

1968 - Decisão do campeonato alagoano - CSA 3 x CRB 2.
Com esta vitória os azulinos conquistaram mais um tetra campeonato para sua história. O jogo que decidiu o campeonato aconteceu em fevereiro de 1959 e a foto é da bola do jogo. Para conseguir esta bola foi necessário fazer uma troca por uma bola nova com o filho do zagueiro Ciro que havia participado da partida.


1996 - Quando alguns jogadores campeões alagoanos de 1973 estiveram visitando o Museu dos Esportes a Rádio Gazeta de Alagoas esteve presente com o reporter Fernando Palmeira. Na foto aparecem Dudu antigo goleiro do CSA. Lauthenay, Fernando e os campeões Mendes e Ciro.

Nesta foto mostrar que tudo voltou ao normal. Apenas as assinaturas que estavam na parede do lado direito foram danificadas. Como existia uma foto dos autografos foi feito um painel para ser colocado no local danificado.  

Infelizmente nem sempre de bons momentos viveu o Museu dos Esportes.
No inicio dos anos 2000 aconteceu uma séria infiltração que atrapalhou a vida do Museu. Como depois da tempestade vem a bonança seis meses depois tudo já estava normalizado. Amigos e o Secretario Eduardo Canuto fizeram o Museu voltar ao normal. A foto é de uma das partes com problema.

Nilton Santos, o grande bi campeão mundial de futebol esteve no Museu dos Esportes fazendo o lançamento do seu livro - Minha Bola, Minha Vida. No dia seguinte Lauthenay homenageou o craque no Cantinho da Saudade. Na foto vemos o rubro negro Antonio Correia, Nilton Santos e o vascaino Lauthenay Perdigão.

                  

Taça Jules Rimet.
Esta é a taça ganha pelo Brasil de forma definitiva na Copa do Mundo de 1970 no México. A taça original foi roubada da sede da Confederação Brasileiro de Futebol e derretida. A da foto é uma replica. Ela foi doada pelos méxicanos quando participaram do jogo da reabertura do Trapichão em 1993 - Brasil 1 x México 1. A doação foi feita ao Governador Geraldo Bulhões que repassou para o Museu dos Esportes.

Lauthenay e a reporter da TV Pajuçara, Kelly, que estiveram no Museu dos Esportes para uma reportagem sobre o primeiro jogo do clássico CSA x CRB na decisão do campeonato de 2013.      

Roberto Mendes e Silva estiveram no Museu dos Esportes para participarem do programa da TV Gazeta - Terra e Mar. Ainda participaram do programa Romel, Joãozinho Paulista e Lauthenay.



Paranhos e sua esposa visitaram o Museu dos Esportes. O antigo zagueiro do Centro Sportivo Alagoano mostra uma foto do clube azulino de 1965. Era o time juvenil quando Paranhos começou jogando.

2013 - Uma Escola de deficientes físicos fizeram uma visita ao Museu dos Esportes. Foram momentos agradavéis para aqueles que trabalham no Museu e para os visitantes. Apesar de deficientes gostaram do que viram e estavam sempre brincando conforme a foto nos mostra.

Lauthenay com dois grandes amigos que visitaram o Museu dos Esportes.
Roberto Mendes e Deda. Dois craques que brilharam e ajudaram o CSA na conquista do titulo de campeão alagoano em 1963. E a decisão foi através de uma melhor de três. Os azulinos venceram o terceiro jogo por 4x2 no campo do mutange.

2008 - Antes do inicio do campeonato mirim das comnidades carentes de Maceió que é coordenado por Lauthenay Perdigão, aconteceu no Museu dos Esportes uma série de exames médicos com os jovens atletas inscritos nos clubes que participaram do evento. Os exames foram realizados por médicos e estagiários da Uncisal.

Visita da Escolinha - Atletas do Futuro.
Os futuros atletas adoraram a visita principalmente os videos que assistiram no mini auditório do Museu dos Esportes.

2005 - Lançamento da Revista - Campeonato Alagoano no Museu dos Esportes.
Dirigentes da Federação e de clubes estiveram presentes ao evento que foi documentado pela filmadora do Lauthenay.

Nesta sala do Museu onde fica o mini auditório estão algumas das fotografias da construção do Estádio Trapichão que começou em março de 1968 e terminou no dia 25 de outubro de 1970.


 Esses troféus e taças que apárecem na foto fazem parte dos arquivos do Museu dos Espotes. São 165 peças entre taças e troféus. Os mais antigos são de 1927 e 1928.

Joãozinho Paulista e Silva, a endiabrada dupla do CRB nos anos setenta, foram até o Museu dos Esportes para participarem de um programa da TV Gazeta, Terra e Mar,  que tinha como tema o Museu. Participaram ainda os ex craques Roberto Mendes e Romel.

Aqueles que fazem o Museu dos Esportes tiveram o prazer de ceder o espaço para algumas reuniões da Academia Maceioence de Letras. Lauthenay é Sócio Benemérito dessa preciosa Entidade tão bem dirigida pelo Jucá Santos.

Cantinho da Saudade. Um projeto do Museu dos Esportes quando homenagea dois personagens do esporte alagoano. A foto é do dia que em foram homenageados dois atletas do voleibol: Agatenor Vasconcelos e Lucia Sarmento que aparecem ao lado de Antonio Correia que comanda o evento. Ainda vemos Cláudia Pessoa, filha do Agatenor, e Lauthenay Perdigão filmando o acontecimento.

Uma das três salas do Museu dos Esportes. Aqui fica o mini auditório.
Observamos as cadeiras, em numero de vinte e sete, onde ficam os visitantes para assitirem videos com reportagens, depoimentos e jogos. No telão podemos ver um lance de um Fla-Flu de 1961 com Escurinho fazendo o cruzamento para a area rubro negra. A imagem é do Canal 100 e está no meio dos estandartes do CSA e do CRB.

Lançamento da Revista - Campeonato Alagoano.
Na foto, ao lado do Lauthenay, o ex governador Divaldo Suruagy comenta sobre o lançamento da nova revista. Ainda aparece o ex prefeito João Sampaio.



Na foto algumas da 42 bolas que fazer parte dos arquivos do Museu dos Esportes.
Muitas de decisões de campeonatos. Outras de basquete, volei, futebol de praia, rubgy e futsal. As bolas do tetra do CRB e CSA, do jogo da Sofia, replicas da bola de 1910 e da copa do mundo de 1958 além das de basquete, na inauguração do Ginasio do Sesi e do primeiro campeonato realizado na praia, estão na vitrine do Museu junto 15 camisas e os cinturões conquistados pelo Eduardo Canuto no Full Contact. 

A visita de Dunga ao Museu dos Esportes.
Convidado por Lauthenay para realizar uma palestra junto aos garotos que participavam do Campeonato das Comunidades Carentes de Maceió o capitão da seleção atendeu de pronto. E melhor. Não cobrou nada. Tudo por conta do Dunga. Para ele valeu conversar com os meninos e os passeios para conhecer as praias e a gente boa de Alagoas. Coisas de um campeão do mundo. Na foto Dunga autografa uma camisa para o filho da senhora que está ao seu lado.


Quando a Câmara Municipal de Maceió resolveu homenagear o desportista Eduardo Canuto a solenidade foi realizada no Museu dos Esportes. No centro da mesa aparecem Marcio Canuto, Arnaldo Fontan e Eduardo Canuto.

2006 -  Quando da inauguração do Hall da Fama Lauthenay Perdigão, os tri campeões mundiais Carlos Alberto Torres e Brito, estiveram no Museu dos Esportes revendo suas fotos na seleção e nos clubes por onde jogou.

O alagoano Dida que começou no Centro Sportivo Alagoano, se consagrou no Flamengo e foi campeão do mundo em 1958 no mundial da Suécia. Entre está entre os maiores idolos da torcida do clube rubro negro. Sua faixa de campeão do mundo está no Museu dos Esportes.

A inauguração do Trapichão, o Estádio Rei Pelé, aconteceu no dia 25 de outubro de 1970 com o jogo Santos 5 x Seleção Alagoaa 0. O engenheiro chefe dos alagoanos que ajudaram a construir o estádio, Vinicius Maia Nobre, conseguiu a camisa do primeiro tempo do Rei do Futebol. Depois da inauguração do Museu dos Esportes Vinicius resolveu doar a camisa do Pelé ao jornalista Lauthenay Perdigão.

Depois da primeira reforma no Estádio Trapichão tivemos na reabertura no dia 8 de agosto de 1993 com o jogo Brasil 1 x México 1. Os mexicanos ofereceram ao Governador Geraldo Bulhões a replica da Taça Jules Rimet (foto). O próprio Governador repassou o troféu para o Museu dos Esportes.

Entre as 36 bolas dos arquivos do Museu dos Esportes se encontra a que aparece na foto.
A bola do jogo da decisão do campeonato alagoano de 1979. O CRB venceu o CSA por 2x0 e conquistou o titulo de tetra campeão.

Visita dos alunos do Colégio Madalena Sofia e seus professores. Na foto os alunos estão vendo jogos do Brasil no mundial de 2000.


Chegou ao Museu dos Esportes a maquete nova do  EstádioTrapichão, o Rei Pelé. 
Na foto, o artista e seu belo trabalho. Arnaldo Lyra é técnico em edificações. Ele refez totalmente a maquete original que estava com sérios problemas. Pela amizade que tem com Lauthenay Arnaldo nada cobrou. Foram meses de trabalho com muita paciência e competência.

Fachada do Museu dos Esportes que está localizado no Estádio do Trapichão, o Rei Pelé, em Maceió.
O Museu dos Esportes tem o nome do craque alagoano - Edvaldo Alves Santa Rosa (Dida) que foi campeão alagoano pelo CSA, carioca pelo Flamengo e campeão do mundo pela seleção brasileira em 1958. Nele está todo arcervo pessoal do jornalista Lauthenay Perdigão.

A sala onde se encontra o mini auditório com sete e sete cadeiras. Aqui os visitantes assistem videos com jogos, compactos, reportagens, depoimentos e também o projeto Cantinho da saudade onde o Museu dos Esportes homenagem dois personagens que fizeram parte da história do esporte.

Sala central do Museu dos Esportes. Além desta mesa que serve para pesquisar os arquivos do jonalista Lauthenay Perdigão ainda temos computador, impressora, televisão e estante.

Nessa terceira sala ficam os seis expositores, seis quadros para colocação de fotos e uma vitrine com exposição de quinze camisas. Toda exposição é trocada a cada dois meses. Fotos, camisas, faixas, flâmulas, livros, revistas, discos e mais alguma coisa são trocadas a cada sessenta dias.

Uma visão do movel onde fica a maquete do estádio do Trapichão, o Rei Pelé, os seis expositores e a vitrine das camisas.

Na sala central fica também as faixas do Dida quando foi tri campeão carioca pelo Flamengo e também a sua faixa de campeão do mundo em 1958 na Suécia.

Mais uma visão do Museu dos Esportes. Os dois bustos são dos alagoano Dida e Zagalo.

Aqui fica uma pequena sala que serve para guardar os arquivos que não são utilizados nas exposições. São mais de quatrocentas camisas, mais de trezentos livros, muitas encadernações, fitas de video, flâmulas, faixas e muito mais.

Na vitrine, além das camisas, também guarda troféus e bolas importantes e é  forrada com bandeiras dos clubes brasileiros.

Dia 8 de agosto de 1993 - Inauguração do Museu dos Esportes. Zagalo, Dida e o Governador Geraldo Bulhões entram no Museu pela primeira vez. Já se vão quase vinte anos e muitas dificuldades tiveram de ser superadas com muita abnegação.

No Museu dos Esportes nem sempre foi como observaram nas primeiras fotos. No começo o jornalista Lauthenay Perdigão teve muitas dificuldades. Os quadro com as fotos ficavam no chão. Os fotos podem mostrar como era o Museu  logo depois da sua  inauguração.

Esta estante desapareceu. O cupim acabou com ela e teve que ser substituida conforme algumas das primas fotos.

As cadeiras e a televisão também foram mudadas.

E os problemas não ficaram por ai. Duas fortes infiltrações danificaram aquivos e estragaram algumas peças.

Até duas fotos grandes foram danificadas pela agua que descia pelas paredes.


Como depois da tempestade vem a bonança o Museu começou a se recuperar graças aos amigos do Lauthenay e ao incentivos dos visitantes. Depois de quase vinte anos o Museu recebeu como presente da Vânia Quintela um belo convênio com a Secretaria da Educação e Esporte do Estado. A verba tem ajudado em muito a manutenção do Museu.




0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial